By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 

UMA SURPRESA AGRADÁVEL 110V OU 220V?

Elétrica

Flávio Adami

Apesar da nossa vivência de longa data com equipamentos de áudio, de vez em quando nos deparamos com situações interessantes. Há algum tempo atrás, analisei um integrado valvulado Primaluna Prologue One, por sinal de excelente qualidade sônica, a um preço bastante convidativo na faixa dos US$ 1500,00. Logo de início alguma coisa estava me chamando à atenção, pois fiquei impressionado com a qualidade sonora, fazendo com que aquele amplificador tocasse muito melhor, do que outros, que analisei com preço até seis vezes maior. O som se apresentava claro, dinâmico, cheio, rico em harmônicos, com uma extensão de graves impressionante para um amplificador de apenas 35 watts por canal, utilizando as famosas EL 34 na saída.
        Quando este equipamento veio para teste, estava com a voltagem de 220Volts. Era possível fazer uma alteração para 110V, que é uma tensão mais comercial entre nós, mas seria necessário abrir o equipamento para que isso fosse feito, mas preferi não fazê-lo com medo de causar algum dano nos circuitos internos. Optei por utilizar um autotransformador (fase-neutro) especial de 110V para 220V da By Knirsch de 2KVA, equipamento este que conectei diretamente ao powerline Audiófilo e fiquei muito surpreso com a limpeza sonora, ausência de grãos nos agudos, mantendo a transparência que estou acostumado a escutar, quando testo equipamentos diretamente ligados ao powerline.

© 2004-2010 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
http://www.byknirsch.com.br

Após um longo período de audição uma idéia feliz, surgiu dentro da minha cabeça, pois quando voltei a escutar o meu power da Ceratec alemão transistorizado com uma fonte poderosa e bem dimensionada, achei o som sem corpo e bastante franzino. Decidi então passá-lo para 220Volts utilizando o autotransformador By Knirsch e foi aí que a coisa mudou. Impressionante a força, a extensão de graves, o corpo harmônico e tudo mais que ouvi com o outro amplificador.
        Não me perguntem o que aconteceu que tecnicamente não teria condições de responder. Perguntem ao Jorge que com certeza ele terá condições de responder melhor do que eu a respeito do acontecido.
        Fica aí uma dica interessante para aqueles que querem tornar principalmente os amplificadores de pequeno porte em verdadeiras feras audiófilas.

RESPOSTA DE JORGE KNIRSCH: Este power Ceratec Penta é alemão, tem a opção de ser ligado em 220V ou 110V. A tensão na sala do Flávio está em torno de 120V, não adequada para o aparelho, pois a opção é de 110V e não de 120V, assim, liga-lo em 220V fase-neutro melhorou bem o som, provavelmente por ter sido projetado nesta tensão. É recomendável que a tensão da rede esteje sempre um pouco abaixo da tensão nominal do aparelho a ser ligado. Reparem que o Flávio ligou o aparelho em um autotransformador elevador de 120V para obter uma rede 220V fase-neutro. Nossa rede aqui em São Paulo é 230V fase-fase, na qual não recomendo ligar diretamente aparelhos 220V/230V, pois mesmo desligando-os pela própria chave do aparelho eles não estarão completamente desligados!

 Voltar

 - PRODUTOS, PROJETOS E INSTALAÇÕES

  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br