By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 

 JOE HENDERSON E JIM ANDERSON
UMA DUPLA DA PESADA

Cd de Referência

 Jorge Knirsch

 Introdução 

A AES (Audio Engineering Society), uma das maiores, senão a maior sociedade de áudio da atualidade, realiza exposições e palestras em várias cidades do mundo, com o intuito de aglutinar os profissionais do áudio, da gravação e mixagem, da masterização e de outros ramos afins.

No ano passado, um destes encontros aconteceu em Londres, cidade berço de uma das maiores escolas de gravação do momento. Nesta ocasião, entre os vários palestrantes do evento, o Jim Anderson se apresentou. E a sua palestra, com workshop, foi assistida por Martin Colloms, articulista e publicador da HIFICRITIC inglesa. Em seguida, no Vol3/No3 de Julho/Agosto/Setembro 2009, dessa revista, saiu um artigo onde o  Martin faz um resumo da fascinante apresentação do Jim Anderson.

Jim Anderson, engenheiro, mestre de captação, de gravação e mixagem, talvez, é hoje a maior autoridade em mídia de áudio gravada. Professor do Departamento Clive Davis de música gravada da Universidade de Nova Iorque, ganhador de nove prêmios Grammy (Grammy Award), começou sua palestra com uma frase que chocou seus ouvintes: "A realidade não é uma gravação, a gravação não é a realidade". Explicando, ele diz que os engenheiros de gravação, como ele mesmo, são mentirosos habituais. Usam artifícios para criar ilusões artísticas nas gravações. Se utilizam de ferramentas de cartas marcadas, ou seja, quando você ouve estas gravações, você está na mão destes profissionais, que apresentam um sonho, uma ilusão artística. Não vou aqui transcrever o artigo, mas a realidade de uma gravação, de forma geral, está muito longe do ao vivo, procurando, através de diversos artifícios eletrônicos e sonoros, dar a ilusão aos audiófilos que o que eles estão ouvindo é realmente o que foi tocado ao vivo.

Durante a palestra Jim Anderson usou para as demonstrações auditivas vários cd´s que ele mesmo captou, gravou e mixou. O Martin os relacionou no artigo. Entre eles, está o cd que ora apresentamos a vocês. Gravado originalmente em 1997, foi remasterizado por Kevin Reeves em 2009 e o resultado ficou excelente, não só pela qualidade sonora mas também pela qualidade artística.

Eu o comprei na www.amazon.com e seu preço ainda está acessível.

 

 

© 2004-2009 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
http://www.byknirsch.com.br

 

 

PORGY AND BESS

   

Os dados são:

                   

Gravadora            : The Verve Music Group;

Principais Artistas: Joe Henderson, saxofonista tenor; Conrad Herwig, trombone; John Scofield, guitarra; Tommy Flanagan, piano; Dave Holland, baixo; Jack DeJohnette, bateria; entre outros.

Código de Barras   : 6 02527-10416-4; Original Verve 314 539 046-2 (1997)

Eng. Gravação       : Jim Anderson;

Eng. Mixagem        : Jim Anderson;

Eng. Masterização  : Allan Tucker;

Data Gravação       :  Maio de 1997;

Local                     : Avatar Studios, Nova Iorque.

 

© 2004-2009 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
http://www.byknirsch.com.br

 

          As faixas são clássicos de Gershwin, como exemplo Porgy and Bess. Todas as faixas são muito famosas. Os músicos são muito conhecidos e bastante virtuosos com seus instrumentos, de forma que a parte artística do cd é excelente. A faixa que Jim Anderson usou para algumas demonstrações no encontro foi a de número 7: " It Ain´t Necessarily So". Ele usou esta faixa para mostrar a gravação do baixo, colocado entre o centro e a caixa acústica direita, de forma recuada. Joe Henderson, com seu saxofone, está em torno do centro do palco, tendo logo à sua direita, um pouco para trás, John Scofield, com sua guitarra elétrica. À direita, na caixa, fica o vibrafone  de Stefon Harris e, à esquerda, na caixa, fica o trombone, um pouco para trás.

Excelentes audições a todos!

Aquele abraço!! Até a próxima!!

Voltar

 - PRODUTOS, PROJETOS E INSTALAÇÕES

 

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br