By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 


Número 87

 

O AJUSTE FINO PARA O POSICIONAMENTO DAS CAIXAS
2ª. Parte

Mídia Gravada/Acústica

  Jorge Knirsch
jorgeknirsch@byknirsch.com.br

           

 Introdução

No Audiophile News 78  começamos a tratar de um tema bastante empolgante: o ajuste fino do posicionamento das caixas acústicas. Naquela ocasião, descrevemos os procedimentos a serem realizados para o melhor posicionamento das colunas e mencionamos que iríamos apresentar um cd para fazermos o ajuste fino deste posicionamento.

Para isto, vou aqui tomar a minha sala como exemplo. Infelizmente ela não é totalmente simétrica em relação àquele plano vertical, já mencionado, que passa entre as  caixas acústicas e pelo ouvinte. Assim, como para todas as salas, fiz o cálculo da distribuição modal com o comprimento, largura e altura da sala e posicionei a grosso modo as caixas, já fixando a distância para a parede do fundo. Depois, ouvindo, verifiquei que a coluna esquerda estava melhor posicionada com o melhor equilíbrio tonal e o melhor corpo harmônico. Assim, resolvi somente movimentar levemente a caixa da direita, para deixá-la com uma característica sonora a mais semelhante possível à da outra coluna.

 

© 2006-2016 Jorge Bruno Fritz Knirsch
           Todos os direitos reservados
           http://www.byknirsch.com.br

 

 

O Ajuste Fino: Inverta os Canais!

 

A movimentação da caixa direita é feita para dentro ou para fora, mantendo a distância da parede traseira, pois esta distância deverá ficar igual à da outra coluna. Assim a medida que aumenta a distância entre as caixas, ou seja, a medida que a caixa da direita vai para fora, se aproximando da parede lateral, você obtém vários equilíbrios tonais, com variações no agudo. E o médio baixo e em seguida o grave vão paulatinamente aumentando a medida que a caixa se aproxima da parede lateral.

 

 

 

wynton marsalis quartet - the magic hour  

 

Os dados são:

                   

Gravadora            :   Blue Note; Capitol Records; 2004

Principais Artistas: Wynton Marsalis, trompete; Eric Lewis, piano; Carlos Henriquez, baixo; Ali Jackson, bateria.

Código de Barras   : 7 243 5 91717 2;

Eng. Gravação e Mixagem: Patrick Smith e engenheiro assistente Daniel Kresco.

Eng. Masterização  : Daryl Dickerson.

Datas Gravação       : 6 e 7 de junho 2003;

Local da Gravação  : Right Track Studios, Nova Iorque, USA.

 

Para os que forem fazer o ajuste, para cada posicionamento da caixa direita, é preciso escutar as faixas 1 e 2 deste cd. Em seguida é necessário inverter os canais e comparar os resultados sonoros. Recomendo fazer a inversão física dos canais logo após o cd-player e antes do integrado ou do pré, invertendo os cabos dos dois canais. Ao fazer a inversão é preciso não esquecer de acionar o mute, para não haver ruídos nas caixas.

Por exemplo, na faixa 1, a bateria está a esquerda, o piano está a direita, a cantora Dianne Reeves canta um pouco a direita do centro e depois no centro, o baixo começa no centro e depois fica entre o centro e a esquerda e finalmente o trompete de Wynton Marsalis está entre o centro e a coluna esquerda com grande ambiência. Na troca dos canais deverá ocorrer uma imagem simétrica com as mesmas características tonais. É preciso se deslocar a caixa da direta, ora para à direita, ora para à esquerda, para otimizar os parâmetros sonoros.

Logo no início da faixa 2, ouvimos palmas que se localizam mais do lado esquerdo do que do lado direito, com grande ambiência também. Estas palmas possuem uma grande riqueza tímbrica e excelente corpo harmônico. O piano está a direita e a bateria à esquerda, como na primeira faixa. Quando a faixa começa o trompete está bem no centro, mas depois fica levemente à esquerda do centro. O baixo fica entre o centro e a esquerda. Na inversão dos canais, é necessário verificar se a simetria das palmas permanece, com o mesmo timbre e equilíbrio tonal. Estas diferenças sonoras, que aparecerão, entre o canal direito e esquerdo, não vem das caixas acústicas mas sim das reflexões, absorções, difusões assimétricas da sala! Ocorre uma simbiose sonora entre o que as caixas emitem e a acústica da sala (a sala canta junto!).

 Este é um trabalho árduo, não muito fácil de fazer. Porém, com um ouvido calibrado, tenho certeza de que vocês irão conseguir. Na verdade, é um ajuste muito interessante de se fazer e vocês irão descobrir que normalmente existem maiores diferenças do que poderíamos imaginar a princípio. A medida que vocês vão conseguindo uniformizar os dois canais o som se abre de uma maneira muito envolvente e que torna a audição muito mais prazerosa.

Este cd usado comprei na www.amazon.com por um preço convidativo.
           Aquele abraço!! Ótimas audições a todos!! E até a próxima! Estão convidados a visitarem nosso laboratório. Convite para Audições

powerline Audiófilo, Special e Protect
  

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br