By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 

 
Número 88

Mídia Gravada

Humberto Santilli
humbertosantilli@uol.com.br

 

Os Órfãos da Indústria Musical
     

               Desde que surgiu o mp3 e a distribuição de música “gratuita”, pela internet, as lojas de disco começaram a fechar as portas. Quem acompanhou o início do Napster e outros programas de distribuição de música, no fim dos anos 90, acreditava ter encontrado o paraíso na terra: Qualquer música, a qualquer momento, de graça!

© 2006-2016 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
http://www.byknirsch.com.br

    
    Mal sabíamos que estávamos dando um tiro no próprio pé... Só para começar, o hábito de baixar mp3 diminuiu brutalmente a qualidade dos equipamentos de som caseiros, que foram trocados por caixas de computador e fones de ouvido baratos. Isso tudo sendo executado por uma interface de som, embutida no computador, de qualidade sofrível. A própria qualidade do mp3 era inferior à qualidade do CD. Foi o primeiro passo para trás, em qualidade de áudio para o consumidor, em quase cem anos de venda de música gravada.
   A seqüência óbvia desta mudança, na aquisição de música, foi a quase completa destruição da indústria fonográfica. Começou a existir um mercado onde o disco já não é lucrativo, pois vai ser pirateado em mp3 e distribuído de graça. Por este motivo, as gravadoras passaram a abandonar o hábito de gastar fortunas em estúdios e em profissionais de primeira, para produzirem seus discos, abaixando, pela primeira vez na história, o padrão de qualidade comercial dos discos.
   A decadência da indústria se tornou clara, real e praticamente irreversível, quando as lojas de discos (na época já lojas de CDs) começaram a fechar as portas. Não uma, nem duas, mas TODAS! Algumas poucas ainda sobrevivem (mal) do pouco consumo de nichos como audiófilos (os últimos moicanos que ainda esperam qualidade de áudio!) e alguns poucos saudosistas do disco.
   Essa destruição total do comércio de música “palpável” acabou com o conceito de álbum, nos restando apenas comprar o último hit do verão na iTunes store, sem capa, sem sequência, sem 1 hora de execução de um repertório prazeroso e coeso. Como diz o professor Marcello Ribeiro, do audiobrazil, “comprar um disco era uma balada!”. Com satisfação, nos reuníamos com os amigos para ouvir os discos, pois guardávamos nosso rico dinheirinho para comprar aquele específico CD! E passávamos a conhecê-lo por completo, todas as suas nuances, além dos carros chefe que iam para as rádios. Esperávamos, com uma fita k7 no ponto, aquela música tocar na rádio, prá gente gravar, para tê-la a qualquer momento. A música era valiosa!
   Além de perdermos todo esse romantismo, tecnicamente também perdemos a oportunidade de um upgrade do CD. Deixamos de obter uma melhoria na qualidade do som comercializado. O super audio CD nunca deu certo, assim como o DVD Audio também não conseguiu vingar, já que ninguém comprava mais discos mesmo.
   Por fim, e não menos triste, a venda de CDs, que justificava extensos catálogos de gravadoras, agora justifica apenas a promoção de poucos artistas, com potencial de lotarem arenas para mais de 20 mil pessoas, e o lucro com estes eventos gigantes (pois as gravadoras agora exigem participação de shows em contrato). Infelizmente, hoje sobrou apenas espaço para o hit do verão.
Bem vindos ao admirável mundo novo... (e àquilo que ele conseguir nos reservar musicalmente)...

Boas audições!

 http://audiobrazil.com.br/cursos/   
    

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br