By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 

 
Número 91

 Mídia Gravada

Leandro Oliveira
leandro@estudiodecultura.com.br

As Quatro Últimas Canções
Richard Strauss (1864-1949)

     

                   
             Compostas poucos anos antes do falecimento do compositor, e estreada um ano depois, estas canções são recebidas em todo mundo musical, desde a ocasião de sua primeira audição, como seu testamento artístico definitivo. A escolha do texto e a ordem de sua execução estimulam a percepção de uma obra sob o signo da morte, o que não é de todo descabido, já que encerrado com uma pergunta perplexa “Ist das etwa der Tod?”, frase final do poema de Joseph Von Eichendorff (1788 – 1857). E o texto de Eichendorff é antecedido por três pequenas jóias poéticas ligeiramente místicas do poeta alemão Hermann Hesse (1887 – 1962).

© 2006-2016 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
http://www.byknirsch.com


Mas antes de Eichendorff e Hesse, o amante da arte deveria ficar com Richard Strauss. Algumas obras, como “Frühling”, contam com pouco mais de três minutos, mas prevêem uma orquestração gigantesca e encadeamentos harmônicos arriscadíssimos. Nada soa excessivo. Seu domínio da tradição tonal é incomparável - à sua maneira, Strauss dá uma “banana” aos contemporâneos e seus gostos pela extrema sistematização e a necessidade por permanentes novidades.
Strauss está, aqui, longe do circo da experimentação; seu campo é o do sucesso, não o da desconstrução, e ali se mostra, aos oitenta e cinco anos, imbatível. Quando vem a falecer, algum tempo após concluir estas obras, o compositor é um artista velho, fora de seu tempo. Ainda assim, absolutamente respeitável: desde sua estréia, “As Quatro Últimas Canções” fazem parte do seleto grupo de obras do pós-guerra reiteradamente gravadas – e, sem dúvida, entre as mais queridas do grande público.

Gravações recomendadas:


Karita Mattila e Claudio Abbado - Berliner Philharmoniker/Deutsche Grammophon (1999) Cat: 000289 445 1822 1


  

Renée Fleming e Christian Thielemann - Münchner Philharmoniker Decca (2008) Cat: 000289 478 1074 2

Gravações históricas:

  • Kirsten Flagstad e Wilhelm Furtwängler- Philharmonia Orchestra Testament (1950) Cat: SBT1410

  • Elisabeth Schwarzkopf e George Szell - Radio-Symphonieorchester Berlin EMI Classics (1965) Cat: 0724356696020

Gravações especiais:

Anne Schwanewilms e Mark Elder- The Hallé BBC (2004) Cat: BBC MM270

A soprano esteve este ano com a OSESP apresentando este mesmo ciclo de canções.

Leandro Oliveira é maestro e compositor. Como professor de apreciação musical e história da cultura, é anfitrião do projeto “Falando de Música” da OSESP.

                  Boas audições!!                                                     

 

powerline Audiófilo, Special e Protect

  
 

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br