By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 


Número 111

A Evolução do Áudio no Computador (5.ª Parte)

 

Equipamentos e Cabos

  Matias Eduardo Reccius
matias.reccius@gmail.com


          
Hardware e Software


            A escolha de hardware para o computador é bastante abrangente. Pode-se optar por um desktop completo, ou por um notebook, ou por um mini-PC ligado à TV. Também pode-se preferir PCs com Windows ou Linux, ou Mac com o OSX. A escolha da opção fica a gosto do audiófilo. De fato, não existe consenso absoluto sobre qual seja a melhor opção de sistema operacional. Da mesma forma, não há consenso quanto à abordagem que se deva fazer. Por exemplo, deve-se optar por um PC moderno e super-poderoso ou, quem sabe, por um pequeno PC, de baixo consumo, que apresente apenas o mínimo processamento necessário para que possa tocar as músicas?

 

© 2006-2016 Jorge Bruno Fritz Knirsch
           Todos os direitos reservados
           http://www.byknirsch.com.br


           
0a16d73c00d50f340649cbe3f50fbf36 (400x345, 62Kb)
Mesmo a opção da armazenagem dos arquivos poderá variar. Alguns usam simplesmente um disco rígido normal, outros usam um HD externo e alguns outros preferem HDs conectados em rede longe do computador (NAS). Recentemente, com a popularização da armazenagem em estado sólido (SSD), alguns têm preferido adotar esta opção por acreditarem que HDs geram interferência eletro-magnética. Mesmo as ventoinhas poderão ser minimizadas, com o objetivo de se obter uma menor interferência na parte elétrica do computador, devido ao fato desta parte estar em contato com o conversor USB-SPDIF e/ou DAC através do USB.
            Dentro do sistema operacional, também não há consenso quanto ao player que se deva usar. No Windows existe o JRiver, o foobar, o XXHighEnd, Media Monkey, Winamp, etc. Além disto, diferentes modos de interface do player com o dispositivo de áudio poderão ser usados, como o ASIO, o WASAPI (Windows Vista em diante), DirectSound, WaveOut, Kernel Streaming. No Mac, pode-se usar o próprio iTunes (desde que devidamente configurado), ou Amarra, Pure Music, Audirvana, etc. Dentro de cada player, e também no sistema operacional como um todo, existem diversos parâmetros para se ajustar, testar e experimentar.
            São muitas as combinações destas variáveis todas. Mas é importante separá-las em duas grandes famílias filosóficas. Uma das vertentes é a que procura reproduzir o sinal sem nenhuma alteração, trazendo na saída o mesmo sinal idêntico, bit a bit, do arquivo (o chamado bit perfect). Dentro desta abordagem, ainda se pode ajustar alguns parâmetros com o buffer, em memória, latência, formato (FLAC, WAVE, AIFF, APE), etc. A outra vertente, no entanto, busca aprimorar, por software, o arquivo original, aplicando efeitos como upsample, correção de sala (DRC da sigla em inglês), crossover para bi-amplificação, cross-feed para fones de ouvido ou, por exemplo, decodificação de HDCD, DSD, etc. Mas aqui também não há consenso sobre qual, destas duas abordagens, seria a mais correta.
            Com tantas opções, diversidade e filosofias, mais do que nunca, vale o bom senso da experimentação. E viva a diversidade!

 Caso haja dúvidas a respeito de alguns termos técnicos recomendamos consultar o site: http://en.wikipedia.org/wiki/Main_Page

           
Cabos de Interconexão - TOP Wonder  RCA/Digital/XLR/Speaker Cables


 

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br