By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 

café blue
 

Mídia Gravada

  Jorge Knirsch
jorgeknirsch@byknirsch.com.br

             Introdução

 café blue é um cd muito conhecido no meio audiófilo, sendo considerado um clássico e ganhou mais de 15 prêmios. Porém, muitos dos nossos leitores ainda não devem conhecê-lo e, assim, estamos apresentando-o aqui para vocês. Patrícia Barber é compositora, cantora e pianista de jazz. Começou sua carreira nos clubes noturnos, em Chicago, sua cidade natal. Logo, sua reputação ultrapassou as fronteiras da cidade, pela participação marcante no Festival de Jazz de Chicago (1988) e no North Sea Jazz Festival, na Holanda (1989). Em 1992, gravou seu primeiro álbum, A Distortion of Love. Em 1994, gravou seu primeiro cd, pela gravadora Premonition, de Michael Friedman, com a participação do engenheiro de gravação Jim Anderson. Muitos outros cd's se seguiram, em seqüência, sendo que dois deles já foram apresentados pelo Audiophile News: Um cd Espetacular! e Uma Gravação Diferente. Face ao grande sucesso do café blue, pela Premonition Records, Winston Ma, proprietário da FIM (First Impression Music), remasterizou a matriz e o reeditou, em ouro e em HDCD, pela FIM, em setembro de 1997.

 

© 2004-2014 Jorge Bruno Fritz Knirsch
           Todos os direitos reservados
           http://www.byknirsch.com.br

 

Como quem gravou a maioria dos cd´s da Patrícia Barber foi Jim Anderson, podemos notar, tanto nesta gravação, quanto em muitas outras, as mesmas características marcantes deste mestre de gPATRICIA BARBER CAFE BLUE GOLD HDCDravação, isto é, uma leve sibilância na voz e nos agudos e um grave muito presente e seco.

Procurando encontrar o café blue, constatamos que o cd da FIM é muito difícil de achar. Talvez na www.allmusic.com você ainda possa encontrá-lo. Mas há uma nova versão, realizada pela própria Premonition Records, em HDCD e em ouro, remasterizada por David Glasser, no Airshow Mastering em Boulder, Colorado, que, conforme o próprio Jim Anderson, é a melhor edição já realizada. Vocês poderão encontrá-la no site da www.elusivedisc.com, por US$ 30,00 + frete. Na www.amazon.com, a mesma versão poderá ser encontrada, porém não em ouro, por praticamente o mesmo preço.

 

 

Patricia Barber

café blue

Os dados são:

                   

Gravadora                : FIM CD010 sob licença da Premonition Records PREM-737-2;

Principais Artistas      : Patricia Barber, voz e piano; Michael Arnopol, baixo; John McLean, guitarras e Mark Walker, bateria e percurssão;

Código de Barras       : 4 892843 000424 4;

Gravação e Mixagem  : Jim Anderson;
          Remasterização          : Paul Stubblebine em 23 e 28/08/1997;

Datas da Gravação    : final de junho e início de julho/1994;

Local da Gravação     : Chicago Recording Company, Studio 5, Chicago, Illinois, USA.

Origem                          : importado

 

 A nova versão apresenta uma ordem diferente das faixas, sendo as mais apreciadas: a primeira, What a Shame; a nona, Too Rich for My Blood, que possui um grave visceral; e a décima, A Taste Of Honey.

Excelentes audições a todos! Aquele abraço!

E até a próxima!

 

 

TOP Wonder Splendid RCA
  

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br