By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 


Número 376

Alguns Conversores D/A
 

Equipamentos e Cabos

Jorge Knirsch
jorgeknirsch@byknirsch.com.br

           Introdução

          Nos últimos Audiophile News, analisamos vários DACs. Queríamos verificar se iriam trazer melhorias sonoras aos cd-players que ainda continuamos testando: o Yamaha CD-S3000 e o Accustic Arts I MK3.

             © 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
           Todos os direitos reservados
           http://www.byknirsch.com.br

Os Conversores e CD-Players

          No Audiophile News 368, colocamos o Music Fidelity M1-DAC, na saída digital do Yamaha CD-S3000, juntamente com nosso cabo digital TOP Wonder Excellence RCA, e o resultado melhorou.

          A partir daí, começamos a procurar DACs com qualidade superior e com custo em torno de US$ 1.000,00, para colocarmos na saída do Yamaha, como, por exemplo, o Musical Fidelity MX-DAC, muito bem colocado na stereoplay alemã. Mas, infelizmente, não encontramos nenhuma revenda ou distribuidor que tivesse este DAC, tanto no Brasil quanto no Paraguai. Tínhamos esperança de que esses DACs tocassem também SACD pela entrada RCA. Mas, como vimos, no Audiophile News 374, através das informações do amigo Luiz Cocozza, isto não é possível por causa de direitos de patente.
          Nesse meio tempo, voltamos a testar o CD-Player I MK3, da Accustic Arts, com um novo leitor Phillips CD-PRO2M que, agora, já estava mais amaciado. Para nossa surpresa, o resultado foi mais musical do que o do Yamaha, sem perder extensão nos graves e agudos. Assim, resolvemos iniciar testes com conversores externos, no cd-player da Accustic Arts, mas nenhum deles conseguiu bater o conversor D/A interno do próprio cd-player, em termos de resultado sonoro.
          A partir deste ponto, fizemos um levantamento dos conversores mencionados na AUDIO e na stereoplay, que estivessem em torno da faixa de US$ 1.000,00, para verificarmos quais poderiam entrar em questão.

          Logo acima do Musical Fidelity M1-DAC, que tem QS (Qualidade Sonora) de 113(RCA)/115(XLR) pontos, vem o Musical Fidelity M1 SDAC, com QS de 115/--, que não tem saídas em XLR, mas lê DSD na entrada USB.

          Acima destes, vêm dois DACs da Teac: o UD-501, com QS de 115/118, e o UD-503, com QS de 118/118.

          E bem acima dos DACs da Teac, vêm os conversores da NAD: o Master M51, mais antigo e mais caro, custando em torno de US$ 2.000,00, com QS de 125/125 pontos, mencionado tanto na AUDIO quanto na stereoplay, e o novo DAC que a NAD lançou, o C510 que, embora mais simples que o anterior, também obteve a mesma qualidade sonora, de 125/125 pontos, porém com preço bem mais em conta, em torno de US$ 1300,00. E é sobre este DAC que quero chamar a atenção de vocês: um best buy incontestável que, na AUDIO alemã, está em décimo quinto lugar. No topo da lista, está o TAD DA-1000 com QS de 145/145 pontos.

          De todos estes DACs mencionados, só encontramos o NAD M51, na Som Maior, porém com preço muito alto.          

           Ótimas audições a todos! Aquele abraço! E até a próxima!


TOP Wonder Excellence RCA Digital

 

  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br