By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 


Número 439

Minha Jornada com Headphones
1ª.Parte
 

Equipamentos e Cabos

Samy Waitzberg
waitzberg@gmail.com
 

          A minha jornada com headphones começou nos anos 90, quando, ainda menino, gostava de ouvir música com o Sony MDR V6 do meu pai, com meu Discman. Ele é considerado um "avô" dos headphones atuais. Ainda é vendido pela bagatela de US$ 78,00 e bastante usado em estúdios.

© 2010-2020 Jorge Bruno Fritz Knirsch
           Todos os direitos reservados
           https://www.byknirsch.com.br

          Depois disso, passei muitos anos sem me preocupar com headphones. Nos anos 2000, comprei meu primeiro iPod e meu primeiro earphone premium. Era um Sony que tinha muito grave, mas só isso. Depois fui para o Shure - SE 315, 415, 535 e finalmente o 846 (US$ 900,00), que uso até hoje. E, em breve, terei o meu primeiro custom made - feito sob medida para os meus ouvidos a partir de moldes! A marca é a brasileira Audio Dream, do amigo René Ramirez (http://audiodream.com.br)
          Mas, voltando aos headphones, em 2012 comprei o Sennheiser HD 650 (US$ 320,00 atualmente), fone dinâmico e aberto (open back) que uso até hoje. Gosto muito dele, tem um som bastante neutro, aberto e linear, sem nunca ser fadigante. Fora isso, é bastante leve (260g). Seu único porém é a alta impedância (300 ohms), requerendo amplificação apropriada. Recentemente, a Sennheiser lançou o HD 660S, com menos impedância - 150 ohms.
          Após alguns anos me deu vontade de ter um headphone mais sofisticado, e foi então que li sobre o recém-lançado Ether, da Mr. Speakers ($ 1600). Também aberto porém planar-magnético em vez de dinâmico, é um fone bem mais detalhado e cristalino do que o HD 650. Hoje também é oferecido na versão fechada (closed back), e teve um upgrade no design interno, agora se chamando Ether Flow.
          No entanto, mesmo tendo feito o upgrade, nunca me apaixonei pelo Ether Flow. Sempre senti falta de corpo/mid bass. É muito acurado e analítico, porém falta solidez. Talvez isso tenha a ver com os materiais usados para proporcionar seu peso de 370g, considerado leve para um planar magnético.
          Após tentar usar o Ether Flow com diferentes cabos (alguns caríssimos) e amplificadores, desisti e resolvi vendê-lo. Agora a Mr. Speakers lançou o Ether 2 ($ 2000), que é 90g mais leve e supostamente melhor que o Ether Flow, mas ainda não o ouvi. Eles fabricam também o Aeon Flow ($ 800), uma versão menor e mais barata do Ether, e que toca praticamente igual. Na minha opinião, o melhor custo/beneficio da marca. A Mr. Speakers produz também o VOCE, um headphone eletrostático ($ 3000).
          Em janeiro de 2018 fui a Los Angeles, onde conheci uma excelente loja de áudio, a The Source. Lá, escutei 3 headphones da Focal que estão fazendo muito barulho no mercado: Utopia ($ 3000), Elear ($ 800) e Clear ($ 1600). Os 3 são dinâmicos e um tanto pesados (450 a 490g), mas muito confortáveis e bons. Segue um breve comparativo entre eles:

          Utopia
: ouvi-o com o cabo Kimber Ag (top de linha, de prata) e achei incrível. Porém, sem o tal cabo (que é tão caro quanto o headphone), não achei tudo isso. O fone tem ótimo detalhamento, médios muito ricos e grave sólido, porém os agudos podem ser um tanto brilhantes e fadigantes após um tempo. Fora isso é pesado - 490g.
          Elear
: também não é leve (450g). Tem ótimos graves, um som mais fun e menos refinado. Agudos deixam um pouco a desejar, embora não sejam ruins.
          Clear
: talvez um in-between. Os agudos são mais detalhados que o Elear, e mais suaves do que o Utopia. Porém fica atrás de ambos em termos de bass - falta grave. Também pesa 450g, mas pelo menos vem com dois cabos, sendo um deles balanceado.

            Ótimas audições! Aquele abraço! E até a próxima!

TOP Wonder Excellence RCA Digital


 

  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2010-2020 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br