By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 

SPECIAL ANTIVIBRATION SPIKES

Os "Special Antivibration Spikes By Knirsch", cones antivibratórios especiais, confeccionados em alumínio duro (sonobilização), para equipamentos de estúdios e salas de som/imagem, possuem um design exclusivo com excelentes características para sistemas de áudio e vídeo:

  • Apresentados em duas cores: alumínio escovado, preto anodizado. (ouro bicromatizado sob encomenda).

  • Podem ser aplicados sob qualquer aparelho de áudio e vídeo, principalmente sob as caixas acústicas.

  • Devido ao design exclusivo, possuem alto índice de absorção de vibrações. Patente Requerida.

  • Passam por processo de solubilização. Robustos e próprios tanto para aparelhos leves quanto pesados.

  • Embalados individualmente em sacos plásticos.

      Quando associados a outros sistemas antivibratórios, seus efeitos benéficos se potencializam. Os SPIKES "By Knirsch" têm como objetivo isolar os aparelhos e as caixas acústicas das vibrações de baixa freqüência do solo (aqui em São Paulo, na nossa região, o solo vibra em torno de 7Hz!) e também impedir que as vibrações tanto dos CD- ou DVD-Players quanto das caixas acústicas se transmitam para o solo. Isto porque estas interações vibracionais interferem na reprodução do som e da imagem e, com o uso dos SPIKES, elas se tornam fortemente reduzidas. Os SPIKES "By Knirsch", por serem mais compridos do que largos (diâmetro de 38mm), possuem características de absorção maiores do que as dos spikes comuns do mercado, com evidentes melhorias no som e na imagem. É muito fácil instalar os SPIKES "By Knirsch": nas caixas acústicas, nos CD ou DVD-Players, a ponta do cone deverá ficar apontada para o solo, enquanto que no restante dos equipamentos a ponta deverá estar direcionada para o aparelho. Sempre que possível, utilize três SPIKES por aparelho, mas se a estabilidade não permitir, use quatro.

      E caso deseje aumentar ainda mais o efeito antivibratório, cole no lado plano dos SPIKES "By Knirsch", ou no lado plano das bases, com cola de contato, um disco de borracha especial (de cor avermelhada) com espessura em torno de 5 a 6mm e com dureza Shore A em torno de 45 unidades. Estes discos de borracha especial também oferecemos no nosso espectro de produtos. O conjunto SPIKE e discos de borracha especial aumentam a resolução da reprodução sonora com excelente equilíbrio tonal.  Cada SPIKE suporta com folga mais de 50Kg, com ou sem base colocada!

 

Consulte-nos pelo e-mail: byknirsch@byknirsch.com.br ou pelo telefone: (11) 38011410.

 


Veja a seguir alguns relatos de nossos clientes:

      Caro amigo Knirsch,

      Gostaria aqui de expor minha opinião sobre os spikes produzidos por sua empresa.
      Já tive experiências com sistemas de vibração e estou certo quanto as melhorias alcançadas, tornando estes dispositivos na minha opinião imprescindíveis para obter-se um real equilíbrio no sistema.
      Desta forma, de maneira um pouco despretensiosa, tenho que admitir, adquiri seus spikes. Conforme suas instruções, testei-o primeiramente em meu Cd Player sem as "borrachinhas mágicas" e depois utilizando as mesmas.
      De imediato, a melhora foi ESPANTOSA. Graves muito mais precisos, focagem , transparência e detalhamento melhoraram claramente. Depois de instaladas as "borrachinhas mágicas" todos estes quesitos foram maximizados, com um aumento da dinâmica e corpo. Realmente impressionante!
      Foi interessante que contei com a ajuda de um amigo na instalação e testes sendo que o mesmo notou da mesma forma as melhorias alcançadas.
      Parabéns pelo brilhante projeto.
      Um abraço,
                                    Hernani Braga - Vinhedo - SP

Olá Sr. Jorge Knirsch, 

            Antes de tudo, quero agradecer seu entusiasmo e a atenção que sem dúvida é característica sua e não foi exclusividade a mim apenas demonstrada, sendo com certeza dada a todos que lhe procuram. Parabéns e continue assim.
            Quero primeiro descrever rapidamente meu sistema que, diga-se de passagem, não é algo que seja muito bom, porém para mim é o suficiente no momento e, claro, quando puder farei um upgrade.
            Possuo um receiver já bastante antigo da marca ONKYO, sendo um top de linha da empresa. Foi o primeiro receiver a trazer o processador THX. É robusto e pesa cerca de 24 quilos.
            Como fonte, tenho um CD-player da mesma empresa, com o mesmo tempo da compra, mais ou menos 10 ou 12 anos. Uso como caixas frontais duas caixas JBL L7, sei que muitos torcem o nariz para essa marca, principalmente para seus novos produtos, no entanto posso garantir que as caixas referidas acima são excelentes. Comprei-as nos USA, ao mesmo tempo em que trouxe todo o meu equipamento.
            As JBL L7 são caixas torres grandes, pesadas e robustas. Caixas de 04 vias, pesam 34 quilos cada uma, possuem um woofer passivo lateral de 12 polegadas que trabalha a partir dos 30 Hz e, claro, são bicabladas. Elas têm 1,16 metro de altura, mas não tinham spikes, tendo apenas uma base de alguma matéria plástica e resistente.
            Sendo que, o que mais gosto nelas, é a pressão sonora, a distribuição dos instrumentos e o grave. Uso-as no modo flat, o nível de decibéis uso em zero e às vezes em -1. Como são caixas muito potentes, com recomendação de amplificação de até 450W, e como o meu receiver é de 100W por canal frontal, eu sei que os woofer puxam muito, são verdadeiros vampiros de potência, com isso percebo que a partir do volume em 11 horas ou pouco mais, o som já começa a ficar endurecido, porém nesse volume já está bastante alto. Digo tudo isso, para dizer  que sempre gostei do som das minhas caixas, porém sabia que usando spikes elas melhorariam, eu só não contava que melhorassem  tanto!
            Minha experiência começou com a colocação dos spikes, que são grandes e bonitos, com uma aparência de solidez e força, além de funcionais. As caixas ganharam um ar de sobriedade e beleza que impressionou!
            Depois disso, parti para audição e, para minha surpresa, o som agora era outro! As caixas jogavam toda a freqüência de áudio, com uma clareza que também me impressionou. Os graves ficaram limpos, claros, puros e sóbrios, toda a gordura que estava vindo pela contaminação sumiu. A batida do surdo ficou seca, rápida e firme. Nas cordas do baixo, ouvindo John Coltrane, ficou uma viagem, pois o detalhamento dos instrumentos se tornou mais visível, sim visível, afinal o palco sonoro e a imagem sonora ganhou como um todo. O grave, sem gordura, permitiu que principalmente os outros instrumentos, de média e alta freqüência, se tornassem mais audíveis. Com isso, todo o conjunto de freqüências ganhou maior nitidez. Os sons dos instrumentos ficaram mais claros, precisos e tangíveis.
            Sem dúvida, a melhora foi espetacular, foi como fazer uma limpeza no meu som, um upgrade sem gastar quase nada. Passei a desfrutar muito mais das minhas caixas, e o grave ficou maravilhoso, pois passei a perceber detalhes que eu antes não ouvia, porque passavam tão misturados e maquiados que era impossível ouvi-los. Miles Davis, Laura Figgi, John Coltrane, Toni Benett, Areta Franklin, Charles Parker e todos os meus CD’s e vinis de jazz, blues, agradecem!
            Parabéns a esse empreendedor e dedicado Jorge Knirsch e seus spikes, continue acreditando nesse mercado, porque seus produtos e seus SPIKES são muito bons e eu os recomendo a todos.

            Um abraço,
                                                   
Roberto Junior.  -    Rio de Janeiro - RJ


 E-mail recebido do Fernando Kuhlmann de São Paulo a respeito dos nossos Spikes "By Knirsch" :

Boa tarde  Knirsch,

 

Meu nome é Fernando Kuhlmann e eu tenho em meu estúdio monitores de referência  BM5 da linha profissional da Dynaudio.

Semana passada eu comprei com o Deverson da Innovation Spikes By Knirsch para meus monitores.

O resultado me fez escrever este e-mail:

1-Obtive uma limpeza impressionante nos médios graves.

2-Melhora muito e limpa a resposta de graves (meus monitores são pequenos e respondem de 55 Hz-29 KHz)

3-impressionantemente apesar de serem monitores de referência, o panorama, as dimensões e conseqüentemente os detalhes melhoraram MUITO!!

4-Bem como uma maior precisão perceptível nos médios altos e agudos!!

 

Parabéns, um produto FANTÁSTICO!!

 

Abraços

                                       Fernando Kuhlmann - São Paulo - SP


      E-mail recebido do Dr. Flávio Sassen de Porto Alegre a respeito dos nossos Spikes "By Knirsch" :

Prezado Jorge:

      Mais uma vez os teus conselhos, baseados em tua experiência e pesquisas, deram resultado. Como previas, após colocar as caixas de som sobre três spikes "By Knirsch" repousando em uma placa de ferro com duas vezes o peso das caixas e ainda por baixo as borrachas, o som ficou outro!! Aumentou a delicadeza das notas e apareceram detalhes escondidos. Deves conhecer a Havanaise, de Saint Saens para violino e orquestra: pois bem, cada deslizada do arco ficou perceptível e até aquelas notas em que o arco só fica... parece saltitando (como é mesmo o nome disso?) em cima da corda soaram naturais. Muito obrigado, estou subindo o pinheiro!!

                            Flavio A.Sassen - Porto Alegre - RS

produtos

  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br