By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 

Número 17

VIBRAÇÕES: ELAS INFLUEM? Parte 2

Vibrações

                                                                                                                                                                      Jorge Knirsch
 Continuação 

No Audiophile News 13, iniciamos a análise de alguns sistemas anti-vibracionais, verificando como eles influem no resultado sonoro. Começamos com os spikes, mostrando qual o resultado que trazem e de que forma influem no equilíbrio tonal. Desta vez, vamos falar a respeito das bandejas anti-ressonantes.

                As Bandejas Anti-ressonantes 

              Existem vários tipos de bandejas, em várias montagens e formatos e é muito interessante notar que também existe uma grande variedade de teorias para explicá-las. Todos os modelos de bandejas têm sido elaborados com o objetivo de absorver vibrações e ressonâncias da base de apoio dos aparelhos. Como vimos, no Audiophile News 13, estas vibrações da base influem nos aparelhos pelo fenômeno físico da microfonia e/ou da intermodulação, alterando o resultado sonoro.
           As vibrações da base, como mostramos, são randômicas e atuam em todas as direções em uma semi-esfera. E, como as bandejas anti-ressonantes atuam tanto na direção horizontal, quanto na vertical, se tornam muito efetivas e permitem atingir um bom equilíbrio tonal, além de possibilitarem um aumento da resolução na reprodução. Entre a infinidade de princípios físicos que existem, para absorção de vibrações, dois deles se destacam:

  • Aquele obtido através de um colchão de ar comprimido, aprisionado em um material elástico, e colocado em baixo dos aparelhos;

  • Ou, então, o da plataforma constituída por diversas chapas, de diferentes materiais, com diferentes densidades, tamanhos e espessuras, seguindo o princípio da isolação acústica, onde a isolação de vibrações é atingida através de diferentes placas, de materiais diversos, com massas diferenciadas.

           O colchão de ar, por exemplo, dentro de uma câmera especial de borracha, pode ser uma alternativa. No entanto, seu funcionamento é um pouco limitado, pois depende da pressão interna do ar, além de que a absorção de vibrações se torna limitada dependendo do peso e tamanho do aparelho. Fiz inúmeras experiências com estes tipos de bandejas, sem obter um resultado promissor, tendo observado uma grande variação no equilíbrio tonal, a medida que a pressão interna se altera.
           Já as bandejas constituídas por diferentes camadas, com densidades diferenciadas, permitem um resultado muito bom, ainda mais quando associadas com spikes e molas e/ou borrachas. Assim, por exemplo, o uso de placas de aço, com chapas de silicone, com camadas de chumbo, madeira e/ou borracha dão um resultado maravilhoso. Claro que na combinação e na forma de ordenar estes materiais está o segredo do resultado sonoro final destas bandejas, onde exigem muita técnica na parte construtiva. Em princípio, e, de regra geral, quanto mais pesada a bandeja, mais efetivo o seu resultado sonoro. Novamente aqui também o resultado vai depender do peso do aparelho que será colocado em cima dela.

© 2004-2012 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
http://www.byknirsch.com.br

           O Flávio Adami estudou esta matéria e lançou algumas bandejas, com um resultado surpreendente, e vejam só o que ele relata:           

           "Eu costumo dizer que um equipamento, para ter uma sonoridade verdadeiramente high end, necessita estar completo em todos os detalhes, por mínimos que sejam, e não basta só os equipamentos em si. Com certeza, precisamos considerar também fatores como corrente elétrica, acústica do ambiente,  escolha certa dos cabos, posicionamento perfeito das caixas e dos equipamentos, para que não haja interação magnética entre as fontes, e também acessórios como spikes e bandejas anti-ressonantes.
          Como exemplo, cito as bandejas “Bandstand”, que são isoladas de vibrações pelo próprio conceito de montagem em borrachas, fechadas pneumaticamente. Essas bandejas evitam que a qualidade sonora seja prejudicada pelas ressonâncias dos circuitos, ou devido às próprias vibrações originadas pela pressão sonora das caixas acústicas, ou ainda devido a ressonâncias produzidas por fatores externos. Com as bandejas, observamos uma sensível melhora na resolução das baixas freqüências e no arejamento sonoro, ou seja, na definição de um modo geral. A sua aplicação em toca discos também se mostrou de grande valia, devido ao cancelamento das vibrações externas, que causam uma sensível coloração. Essas bandejas evitam também problemas de realimentação, caso o toca discos esteja próximo às caixas acústicas. São bandejas muito eficientes, sem a necessidade de serem extremamente pesadas."

           Se vocês forem no Google e colocarem "audio equipment platforms", acharão mais alguns dados, porém tomem muito cuidado, pois nem todas as bandejas possuem um equilíbrio tonal uniforme.
           No final desta série, vamos dar uma combinação de sistemas anti-vibracionais que permitem um excelente resultado sonoro.

           Boas Audições a todos!!

Bandejas Anti-ressonantes  Bandstand 

           
                                                                                                 SPECIAL ANTIVIBRATION SPIKES

 

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br