By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 


Número 59

CD´S IGUAIS QUE TOCAM DIFERENTE
Um Relato da Produção

Mídia Gravada

  Jorge Knirsch
jorgeknirsch@byknirsch.com.br

             Introdução 

No Audiophile News Número 5, que inclusive foi colocado no site, mostramos vários aspectos que influem na grande variação da qualidade sonora dos cd´s gravados, seja lá fora ou, mais ainda, aqui no Brasil. Entre os diversos fatores, de grande peso no resultado sonoro final, está a qualidade da matéria prima do policarbonato. Além disso, como mencionamos na ocasião, a própria produção dos cd influi sobremaneira no resultado, considerando as máquinas de gravação e os processos de produção. Interessante é que recebemos, de um leitor, um relato a respeito de um estágio que ele fez em uma indústria nacional de cd´s, onde pessoalmente constatou aspectos da produção que influem na qualidade de reprodução do acontecimento musical de um cd. Transcrevo aqui seu e-mail, com permissão, para compartilhar com vocês uma realidade para nós muito preocupante:

 

© 2006-2016 Jorge Bruno Fritz Knirsch
           Todos os direitos reservados
           http://www.byknirsch.com.br

 

A Qualidade na Produção

 

Bom dia Jorge,


         Como já comentei, leio sempre os seus artigos, que considero de alta qualidade. Há pouco, li o artigo Sala de Audição Crítica e você comenta que avaliará se existem diferenças entre cd´s do mesmo lote. No mesmo instante, me lembrei dos meses em que fiz estágio em uma indústria nacional de cd´s e acredito que o que vou relatar possa acontecer em qualquer fábrica de cd´s do mundo. A velocidade da injeção do plástico nos moldes e, de uma forma geral, a velocidade de produção da linha sofrem variações, ao longo do dia, para ajustar a demanda do dia versus o limite de reprovação na leitura automática. Lembro que a quantidade de cd´s reprovados era alta e muitos, por uma questão estética, na pintura. A maioria passa em níveis aceitáveis na primeira leitura, mesmo com a linha em velocidades maiores. Alguns lotes de amostragem são enviados para audições, que são realizadas com fone de ouvidos, não me recordo a marca, mas nada me chamou a atenção para critérios audiófilos. Na época, eu também não conhecia esse assunto. A sensação que tive é que o maior foco estava em cumprir os prazos com os clientes e com cd´s que funcionem, não necessariamente com alta qualidade na reprodução.
       Na minha opinião, haverá diferenças de um cd para o outro, do mesmo lote, sempre que ocorrer alteração no ritmo de produção. Outra possibilidade, que pode ocorrer, para explicar essas diferenças, é a produção do mesmo cd ser feita em linhas diferentes, seja em processos simultâneos ou em dias diferentes.
       Talvez esse assunto já esteja resolvido e apresentado em algum artigo que eu ainda não tenha lido, mas resolvi comentar.
       Abraços,
                                            Leandro Cassiotti Trevisan - São Paulo - SP

        Desejo a todos ótimas audições, com cd´s de qualidade, é claro!! Aquele abraço!! E até a próxima!

http://www.byknirsch.com.br/produtos-cabos-connect-caixas.shtml

  
 

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br