By Knirsch - Produtos, Projetos e Consultorias
  Uma Entrevista com Jorge Knirsch

Veja o teste:
 do
 
powerline Audiófilo lf-115
 
http://youtu.be/QDZqmV4LgME

 
  Veja os comentários de Fernando Sampaio (RJ) a respeito de fiação sólida e aterramento do neutro.
Carta de Clientes

 
 
 
Veja os produtos à venda em:

Usados

 
 
     
 

 
     
 


Clique aqui para conhecer nosso informativo eletrônico e inscrever-se para recebê-lo em seu e-mail.

 
     
  Novos Cabos de Energia By Knirsch para instalações elétricas em áudio/vídeo
 Power Cable AC-25, 40
,60 e 100
 
     
  Antes de construir, otimizamos as medidas da sua sala de audição,
 Home Theater
, e afins.
 


Número 135

POSICIONAMENTO DE CAIXAS - 3ª. Parte

Acústica

  Jorge Knirsch
jorgeknirsch@byknirsch.com.br

Introdução

               Já publicamos alguns artigos sobre o ajuste fino do posicionamento de caixas acústicas nos Audiophile News 78 e 87. Nos Audiophile News 118 e 122, apresentamos a determinação da Zona de Neutralidade, segundo Dave Wilson (Wilson Audio), um método empírico para o posicionamento das caixas acústicas frontais. No Audiophile News 130, apresentamos a primeira parte deste nosso novo método pelo Diagrama da Distribuição Modal de uma sala para o posicionamento de caixas acústicas frontais. No Audiophile News 133, apresentamos, de forma abrangente, uma descrição resumida deste novo método.           

© 2010-2020 Jorge Bruno Fritz Knirsch
           Todos os direitos reservados
           https://www.byknirsch.com.br

 

Graus de Liberdade do Posicionamento das Caixas          

         Os graus de liberdade que temos, para o posicionamento das caixas acústicas na sala, são:

 

·        Distância da face frontal do woofer até a parede que fica atrás das caixas acústicas, e que, a partir de agora, chamaremos de DPF (distância da parede do fundo);

·        Distância do centro da face frontal do woofer até a parede lateral, que a partir de agora chamaremos de DPL (distância da parede lateral);

·        Toe-In, apresentado no Audiophile News 31, e que a partir de agora denominaremos TIN30° (toe-in de 30°, que é o ângulo correspondente aos ângulos do triângulo eqüilátero, por exemplo);

·        Altura das caixas acústicas em relação ao chão, levando-se em conta os próprios spikes das caixas acústicas. Esta altura pode variar em função dos acessórios que são colocados sob as caixas como, por exemplo, sistemas antivibracionais, compostos de elementos tais como spikes, molas, borrachas especiais, além de outros itens como pedras e bandejas. A partir de agora, chamaremos esta distância de DWC24cm (distância do centro do woofer ao chão que, neste exemplo, é igual a 24cm). Vejam a série de artigos publicados nos Audiophile News 13, 17, 21, 27, 33, 39 e 43, todos colocados no site.

 

               Existe ainda um grau de liberdade que se refere à inclinação das caixas acústicas, normalmente para trás. No mercado, podemos encontrar, por exemplo, alguns modelos de caixas acústicas como da Sonus Faber que apresentam esta inclinação. Neste estudo, no entanto, não levaremos em conta esta possibilidade, pois aumentaria ainda mais a complexidade da nossa análise.

 

 

Distância do Woofer ao Chão 

 

               A DWC é determinada a partir do centro do woofer até o chão, levando-se em conta os sistemas antivibratórios que o fabricante da caixa determinou, ou seja, a forma como ele fornece a caixa ao mercado. Caso a caixa tenha mais de um woofer (e caso esses woofers não estejam na vertical, mas sim em um plano inclinado), deveremos sempre tomar o centro geométrico da face frontal dos woofers, como um todo, para determinar a distância da caixa acústica ao chão.

               No projeto de uma caixa acústica, a DWC já é, na realidade, determinada pelo fabricante, pois esta distância tem influência sobre a curva de resposta da caixa, principalmente quanto aos graves e aos médios baixos. Estas curvas de resposta, para se tornarem bem precisas, deveriam ser determinadas pelo fabricante a partir de câmeras anecóicas. De todo modo, verifiquem o manual da caixa, ou então, melhor ainda, consultem o próprio fabricante para obterem uma orientação mais segura. Se o fabricante indicar uma medida máxima para a DWC, será possível usarmos a folga para instalarmos um sistema antivibracional, otimizando o resultado sonoro da nossa sala de audição com relação à transparência, definição e ambiência.

               Estaremos dando seqüência a este novo método de posicionamento de caixas acústicas frontais nos próximos informativos.

     Aquele abraço!! Ótimas experiências a todos!! E até breve!

Cabos de Interconexão - TOP Wonder  RCA/Digital/XLR/Speaker Cables
          

 
  By Knirsch-Produtos Projetos e Instalações
© 2008-2018 Jorge Bruno Fritz Knirsch
Todos os direitos reservados
https://www.byknirsch.com.br